SOLICITAÇÕES
| 41 3595-8300

VENDAS PARA O DIA DOS NAMORADOS DEVEM CRESCER 2%, DIZ ACSP

  • 8-6-17

Associação cita queda dos juros e da inflação, além dos saques do FGTS, como fatores que devem impulsionar o consumo; resultado do mês, no entanto, ainda deve ser negativo.

 

A Associação Comercial de São Paulo (ACSP) projeta crescimento de até 2% nas vendas para o Dia dos Namorados. O número representa uma ligeira melhora em relação ao resultado do mesmo período do ano passado, entre os dias 1º e 12 de junho, quando a ACSP registrou queda de 1,9%. 

 

Entre os fatores que vão impulsionar as vendas, o economista da associação, Marcel Solimeo, cita a queda da taxa de juros e da inflação, além da liberação dos saques do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). Segundo a ACSP, o tíquete médio do consumidor nessa época do ano é de R$ 150. Os presentes mais procurados são itens de vestuário - como roupas e sapatos -, flores e livros.    

 

Mesmo com a melhora nas vendas no período, junho ainda deve registrar queda de 1,5% em relação ao mesmo mês do ano passado. Segundo Solimeo, no entanto, o resultado negativo está desacelerando. Entre janeiro e maio deste ano, as vendas caíram 3,6%, contra queda de 13% no mesmo período de 2016. "O entusiasmo do consumidor para gastar está voltando aos poucos", diz o economista. 

 

Tributação. Demonstrar amor com presentes pode custar caro. Estudo do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT) encomendado pela ACSP diz que 80% do preço final de presentes tradicionais podem ser compostos por tributos. É o caso do perfume importado, cuja carga tributária responde por 78,99% do preço final.

 

Já no caso de champanhe, maquiagem e joias, os impostos compõem 54,49%, 51,41% e 50,44%, respectivamente, do preço final. Óculos de sol e porta-retrato apresentam carga tributária de 44,18% e de 43,47%. 

 

Fonte: Estadão

 

 


Ver mais

  • 16-08-2017
REFORMA TRIBUTÁRIA PREVÊ FIM DE 10 IMPOSTOS
  Prestes a ser concluída, a proposta de reforma tributária em discussão na Câmara dos Deputados prevê a extinção de 10 encargos em vigor no país. Em troca, seriam criados dois impostos. As possíveis mudanças — ainda em fase de definiç...
  • 15-08-2017
NOVA LEI DE ICMS PODE MANTER GUERRA DE INCENTIVOS
  Ninguém tem dúvidas de que a convalidação dos incentivos fiscais ilegais do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), permitida pela Lei Complementar 160/2017, resolve a insegurança jurídica das empresas, desde que os Est...
  • 01-08-2017
COMPLIANCE, ESSE ANIMAL DESCONHECIDO
Os benefícios que um bom programa de compliance pode oferecer são muitos   Vivemos tempos conturbados, de muita instabilidade institucional. A cada manhã, sentimo-nos incapazes de saber como terminará o dia frente às constantes notícias que ...
  • 27-07-2017
DÉFICIT FISCAL DO GOVERNO CENTRAL NO 1º SEMESTRE É O MAIOR EM 21 ANOS
  BRASÍLIA - (atualizada às 16h05) O governo central – que reúne Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central – registrou déficit primário de R$ 19,798 bilhões em junho. Em junho de 2016, as contas do governo central haviam ficado...