SOLICITAÇÕES
| 41 3595-8300

Tributos não devem compor base de cálculo da COFINS e da contribuição ao PIS

  • 16-7-18

O julgamento é inédito na área tributária. A 1ª Vara Federal de Barueri estendeu o entendimento do Supremo Tribunal Federal no Recurso Extraordinário nº 574.706/PR, em que retirou o ICMS da base de cálculo para incidência do PIS e COFINS.

Para a advogada tributarista, sócia do Escritório Amaral, Yazbek Advogados, Letícia Mary Fernandes do Amaral, que impetrou o mandando de segurança, gerando essa decisão, “essa é mais uma vitória, trazendo uniformidade de interpretação ao Direito Tributário, e é provável que a decisão seja confirmada nas instâncias superiores”, afirma.

O que muda

Com isso, abre-se um precedente importante que merece a atenção de todos os contribuintes que pagam tributos como ISS, CPRB, COFINS, ICMS, CSLL, entre outros. Mas devem atentar para o prazo prescricional de cinco anos, contados a partir do pagamento a maior do PIS e da COFINS.

Segundo o juiz relator do processo nº 50001256020174036144, com relação a não inclusão da parcela a título dos demais tributos na base de cálculo do PIS e da COFINS, a análise jurídica é a mesma daquela procedida quanto ao ICMS, já que a situação jurídica é idêntica.

A partir da sentença, o contribuinte impetrante do Mandado de Segurança já pode deixar de incluir os tributos na base de cálculo do PIS e da COFINS, já que foi determinado que o fisco se abstenha de exigir tais verbas e se prive de adotar qualquer ato material de cobrança dos referidos valores a maior. Após o término da ação, ficou ainda permitida a compensação dos valores já recolhidos para quitar outros débitos com a União.

Fonte: Portal Classe Contábil

Ver mais

  • 06-02-2019
Cartão de crédito: STF decidirá quem paga PIS e COFINS

Em julgamento no plenário virtual, ministros reconheceram repercussão geral para o tema 

  • 05-02-2019
Mudanças recorrentes na área tributária podem ser acompanhadas em canal de escritório de advocacia no YouTube

Novidades tributárias são apresentadas semanalmente com avaliação de especialistas

  • 29-01-2019
O imposto que ficou velho e ajudou a falir os estados

Estados brasileiros sofrem com a combinação de descontrole nas despesas e queda nas receitas, principalmente a arrecadação do ICMS. Mas isso é efeito da conjuntura ruim ou um fenômeno estrutural?

  • 18-12-2018
STF é claro, país precisa devolver quase R$250 bilhões aos contribuintes

“Com essa quantidade incrível de normas, é perfeitamente compreensível que existam confusões e discussões, até mesmo por parte do Governo”, explica a advogada tributarista e sócia da Amaral, Yazbek Advogados, escritório especializado em Direito da Inteligência de Negócios, Letícia Mary Fernandes do Amaral.