SOLICITAÇÕES
| 41 3595-8300

Mudanças nas normas de entrega de ECD

 

 

Prezados,
 
As normas sobre a necessidade de entrega de ECD foram modificadas no ano de 2017, conforme destaca-se nas considerações anexas (veja abaixo).
 
O artigo 3º da IN 1774/2017 (veja abaixo) dispõe que “Deverão apresentar a ECD as pessoas jurídicas e equiparadas obrigadas a manter escrituração contábil nos termos da legislação comercial, inclusive entidades imunes e isentas”, conforme abaixo transcrito:
 
Art. 3º Deverão apresentar a ECD as pessoas jurídicas e equiparadas obrigadas a manter escrituração contábil nos termos da legislação comercial, inclusive entidades imunes e isentas.

§ 1º A obrigação a que se refere o caput não se aplica:
I - às pessoas jurídicas optantes pelo Regime Especial Unificado de Arrecadação de Tributos e Contribuições devidos pelas Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Simples Nacional), instituído pela Lei Complementar nº 123, de 14 de dezembro de 2006;

II - aos órgãos públicos, às autarquias e às fundações públicas;

III - às pessoas jurídicas inativas, assim consideradas aquelas que não tenham realizado, durante o ano-calendário, atividade operacional, não operacional, patrimonial ou financeira, inclusive aplicação no mercado financeiro ou de capitais as quais devem cumprir as obrigações acessórias previstas na legislação específica;

IV - às pessoas jurídicas imunes e isentas que auferiram, no ano-calendário, receitas, doações, incentivos, subvenções, contribuições, auxílios, convênios e ingressos assemelhados cuja soma seja inferior a R$ 1.200.000,00 (um milhão e duzentos mil reais) ou ao valor proporcional ao período a que se refere a escrituração contábil; e
V - às pessoas jurídicas tributadas com base no lucro presumido que não distribuíram, a título de lucro, sem incidência do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte (IRRF), parcela de lucros ou dividendos superior ao valor da base de cálculo do imposto sobre a renda, diminuída dos impostos e contribuições a que estiver sujeita.

§ 2º As exceções a que se referem os incisos I e V do §1º não se aplicam à microempresa ou empresa de pequeno porte que tenha recebido aporte de capital na forma prevista nos arts. 61-A a 61-D da Lei Complementar nº 123, de 2006.

§ 3º As pessoas jurídicas do segmento de construção civil dispensadas de apresentar a Escrituração Fiscal Digital do Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e Sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (ICMS) e do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) - EFD ICMS/IPI - ficam obrigadas a apresentar o livro Registro de Inventário na ECD, como livro auxiliar.

§ 4º A Sociedade em Conta de Participação (SCP) enquadrada nas hipóteses de obrigatoriedade de apresentação da ECD deve apresentá-la como livros próprios ou livros auxiliares do sócio ostensivo.

§ 5º O empresário e a sociedade empresária que não estejam obrigados, para fins tributários, a apresentar a ECD, podem apresentá-la, de forma facultativa, a fim de atender ao disposto no art. 1.179 da Lei nº 10.406, de 10 de janeiro de 2002.
 
Na obrigatoriedade de apresentação de ECD incluem-se as pessoas jurídicas tributadas sob o regime do “Lucro Arbitrado”, não mencionadas nos diplomas anteriores.
 
Também estão obrigados a apresentação os templos de qualquer culto, associações, clubes recreativos ou esportivos, partidos políticos, fundações privadas, entidades sindicais, instituições de educação e de assistência social, por exemplo, mas deve-se observar as ressalvas do artigo 3º, §1º, IV, da IN RFB 1774/2017.
 
Quaisquer dúvidas, por gentileza, entrem em contato.

Equipe AY

Leia também

  • 13-12-2018
Você sabe o que é a Lei Geral de Proteção de Dados?
  Já falamos aqui no blog da Amaral Yazbek sobre como a utilização de dados são extremamente relevantes nas estratégias empresariais, como você pode lembrar aqui – quando abordamos o uso estratégico de novas tecnologias para o planejamento ...
  • 12-12-2018
RETROSPECTO TRIBUTÁRIO AY
  03/12/2018 a 07/12/2018   Receita exigirá comprovação de origem de recursos da repatriação Brasileiros que mantinham dinheiro não declarado no exterior e, há pouco mais de dois anos, aderiram ao Regime Especial de Regularização Cambial ...
  • 05-12-2018
RETROSPECTO TRIBUTÁRIO AY
  26/11/2018 a 30/11/2018   Receita Federal pretende fiscalizar operações com moedas virtuais A Receita Federal pretende criar, ainda este ano, um meio para fiscalizar as operações com criptomoedas. Após fazer diligências nas corretoras que a...
  • 29-11-2018
Como proceder em caso de insegurança jurídica como visto na Solução de Consulta Cosit Nº 13?
  Hoje vamos abordar no blog da AY um assunto que tem levantado muitas discussões no âmbito jurídico, empresarial e contábil. Em 23 de outubro de 2018, foi publicada a Solução de Consulta Cosit Nº 13, que visou esclarecer dúvidas geradas pel...