SOLICITAÇÕES
| 41 3595-8300

FARMÁCIA POPULAR: DISPENSAÇÕES EM MAIO/2017

 

No IBPT Pharma, tenho desenvolvido pesquisas de monitoramento de mercado, especialmente para o setor de medicamentos. Mais recentemente finalizamos uma detalhada abordagem na captura e tratamento de dados que apresentam um grande fluxo de medicamentos do Programa Farmácia Popular / Saúde não Tem Preço.

 

Este programa fornece medicamentos gratuitos para os pacientes. O paciente vai até a farmácia com a receita e um documento e retira o medicamento. A farmácia registra, o Ministério da Saúde (DAF/SCTIE) repassa o valor da dose para a farmácia.

 

Nas coletas e tratamentos de dados, há um volume significativo de operações de dispensação de medicamentos para tratamento das seguintes patologias: Asma, Diabetes, Dislipidemia, Parkinson, Glaucoma, Hipertensão, Osteoporose e Rinite. Porém, quando olho para a quantidade de medicamentos dispensados no tratamento de hipertensão, diabetes e asma, os números são muito representativos.

 

Em Maio/2017, as farmácias que integram o programa fizeram as seguintes dispensações para tais patologias: Hipertensão (599.098.981 de comprimidos), Diabetes (262.0323.662 de comprimidos) e Asma (194.864.550 de comprimidos). A maior concentração de pacientes está na região sudeste, com 50,16% das dispensações para tratamento da hipertensão, 53,24% da diabetes e 51,04% da asma.

 

A pesquisa realizada permite ainda identificar, com ampla granularidade da informação, a descrição do medicamento, participação da Indústria e Laboratórios no programa e o ranking das principais farmácias que dispensam os medicamentos. A riqueza de detalhes é relevante e, para um segundo momento, pretendo correlacionar a redução do gasto público (SUS) no tratamento das patologias medicadas por conta da capilaridade do programa Farmácia Popular/Saúde não Tem Preço. Sugestões serão bem-vindas! 

 

Autor: CRISTIANO LISBOA YAZBEK

Inscrito na OAB/PR sob o nº 40.443 e OAB/SP nº 341.684;

Mestre em Direito Econômico e Socioambiental pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR);

Especialista em Legislação e Planejamento Tributário pela Universidade Positivo;

Bacharel em direito pela Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI);

Diretor do IBPT - Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação. Autor de artigos, pareceres e estudos jurídicos;

Sócio da Amaral, Yazbek Advogados.

Leia também

  • 14-06-2018
COMÉRCIO EXTERIOR: ENTENDENDO O COMEX STAT
Dr. Arthur Achiles de Souza Correa O governo brasileiro disponibiliza  dados e estatísticas com o intuito de promover mais diálogo entre os agentes de comércio exterior. Até abril deste ano, essas informações eram acessadas por meio do Ali...
  • 30-05-2018
REFORMA DA PREVIDÊNCIA
De acordo com o Governo, os números apontam que a Previdência tem um déficit crescente de centenas de bilhões de reais anualmente. Essa conta compara a arrecadação das contribuições previdenciárias - tanto de empregados, quanto de empregado...
  • 17-05-2018
COMPLIANCE NA ERA DOS DADOS
Nos dias de hoje, o termo  “compliance” é amplamente utilizado e discutido, mas a sua existência já é antiga. A palavra de origem inglesa surgiu do verbo to comply, que significa estar em conformidade com regramentos externos e também inter...
  • 03-05-2018
O que é e como funciona o Lucro Arbitrado?
Hoje falaremos aqui no blog da Amaral, Yazbek Advogados sobre o lucro arbitrado, um assunto bastante relevante no que tange a tributação de pessoas jurídicas e que muitas vezes é negligenciado por profissionais e empresários.   O termo arbitrad...